PARA REFLETIR

“Se você não pode ter o mundo a teus pés, lute para ter um grão de areia, deste mundo, em tuas mãos."

"Só não é quem nunca tentou ser.
O que importa não é ser e sim tentar ser, pra quem sabe um dia ser.
E se não conseguir ser, ser feliz com o que conseguiu ser, mesmo sem ser o que sonha ser"







quarta-feira, 15 de junho de 2016

Amor Daltônico


Hoje,

A saudade de você

Veio me visitar

De um jeito diferente

Do jeito

Que ela me visita sempre.

A dor no meu peito

Também foi diferente

Daquela dor que sinto,

Sempre por você,

Por você  

Estar sempre ausente.

Para amenizar a dor

E a saudade

Li e reli

Todos os poemas

Que pra você escrevi.

Encontrei

Em cada um deles

Versos sinceros

Que revelam

O meu amor por você.

Um amor daltônico

Que não tem o direito

De enxergar as cores

Do meu amor

Pela mulher

Que tanto amo.



1/9/2013

Poema extraído do livro

Verdades Temperadas - 2014